2011...



Ultimo dia do ano. Ah 2011, como você bagunçou e arrumou a minha vida!
Grandes conquistas, grandes derrotas. Mas desistir? JAMAIS.
Em 2011 a minha vida foi como uma "estação de metrô": cheia de embarques e desembarques pessoas que passavam todos os dias por lá, pessoas que passavam de vez em quando, pessoas que chegaram e nunca mais partiram e pessoas que partiram e nunca mais voltaram.
2011, como você me fez crescer. Como eu parendi com os meus erros. E aprendi ainda mais com meus acertos.
Hoje, o ultimo dia de 2011. O ultimo sábado do ano. O ultimo.
Será o fim de tudo que aconteceu em 2011. Será apenas fim/inicio de ano tempo de mudança ? Será que sempre "haverão datas para marcar o inicio e o fim?!"
Cada ano, uma nova maneira de pensar, um novo jeito de ser. Todo dia é dia de mudar, é dia de recomeçar. O que deseja à todos os leitores de "Devaneios", é um ano repleto de CORAGEM. Pra recomeçar. Pra sonhar. Pra mudar.
... E que venha 2012

Pontuações


Querendo ou não, a nossa vida sempre tem que haver pontos. Há tempos, e na maioria dele, queremos por um "ponto final" , por achar que se o ponto posto no parágrafo for o "continuando", o próximo parágrafo será pior.
O que não nos damos conta é que a vida é sempre um "ponto continuando". Ou não!? A vida não pode parar, há muitos capítulos a serem escritos.Acho que às vezes é necessário pôr uma "virgula", para que a vida não estanque de vez.
E quando chega a  hora do tão temido "ponto final", o que poderá fazer? NADA! Por isso é sempre bom aproveitar as "vírgulas" da vida, para que quando o "temido" chegue, o outros não venham dizer: "Nossa, coitado(a), apenas passou pela vida.Não teve grande sonhos,grandes conquistas...Apenas existiu."
Se houver duvidas,não deixe que a "interrogação'' te impeça de ter certezas. Se já tens tuas certezas, "exclame-as" para que as outras pessoas conheçam as suas verdades, mas sempre deixando "dois-pontos" para que elas também exclamem as suas. E para as opiniões dos outros, deixe apenas "reticências", porque o "ponto final'' do seu grande livro que pontua é você. Ou melhor, DEUS!
Para pessoas sonhadoras , o "ponto final" não é o fim. No próximo parágrafo não terá um ponto final e sim, um ponto INFINITO.

Máscaras


Eu até posso cortar o meu cabelo, modelá-lo de um jeito diferente, pintar minhas unhas ou até mesmo fazer uma maquiagem ousada. Com tudo isso, estarei apenas mascarando-me , tentando esconder a fraqueza que há em mim.
Ando por ai rindo, me divertindo...mas só Deus sabe o estado do meu coração, da minha mente, do meu pensamento, do meu ser, dos meus sentimentos.
Vivo presa no cárcere que  me deixou, mas livre de toda melancolia.  E não é porque eu parei de chorar que as minhas lágrimas "secaram". Não é porque ando rindo que eu deixei de sofrer pela perda que tive quando você foi embora. Estou apenas me adaptando a nova situação e mesmo assim, continuo perdida.
Eu posso até tentar mudar, ser outra vez a "garota-atitude" que era. Não importa! Tudo que eu faça, pense ou diga faz com que eu deixe de te amar.Nos meus pensamentos, ainda é o conteúdo principal.
Mas enquanto essa dor não passa, eu me mascaro. 

Ainda dói a cada batida. Meu coração ainda teima em te amar.Sinto que devo continuar vivendo, mas sem você.
Estou me reconstruindo aos poucos. Vejo os reflexos embaçados que outrora nem via. Posso vê-lo agora. Aos poucos eu vou reformando aquilo que você, sem querer,, deixou em pedaços.
Eu não sei se sinto falta da minha de como minha vida era antes de você. Eu gostava de como ela era. Era vazia, sem cor, sem graça...mas eu não tinha noção de como eu era infeliz. Chegou, trazendo o seu colorido pra minha vida e partiu, tirando dos meus olhos todo aquele brilho que você mesmo proporcionou.
Eu juro que estou tentando me reconstruir. Seguir a minha vida sem as cores que você levou. 
Estou  tentando encontrar-me nas estradas vicinais que me deixou. Tentando encontrar-me outra vez e perder-te de vez.

A BONEQUINHA CAIU!


Quando me chamavam de boneca, julgava em outro sentido - o de elogio. Hoje, eu me sinto realmente como tal.
Sinto-me como uma boneca de um grande colecionador: Ali, guardadinha estante pronta para ser admirada, apresentada como um troféu, boneca pra ser chamada de "sua". Verdadeiramente um objeto.
O colecionador pega a "sua boneca" quando quer, quando senti necessidade de 'brincar' de amor. Depois de ter a sua carência suprida, o tão amado colecionador coloca a sua frágil boneca no seu lugar, de onde ele nunca deveria ter tirado. De alguma forma, esse colecionado sempre acaba cometendo um deslize sutil, colocando a '' sua bonequinha'' de mal jeito, de uma forma que com todo o seu "peso", uma simples e leve brisa toca na boneca e ela cai quebrando o seu delicado rostinho de porcelana. Na verdade, com a brusca queda, o coração da boneca sofre fraturas irreparáveis e fica em pedaço miúdos.
Quando o colecionador senti a necessidade de suprir suas carências outra vez e encontrar a sua querida bonequinha de "vitrine" quebrada e por sua causa, ele irá tentar de todas as formas concertá-la, por os seus delicados pedacinhos no lugar... o que ele não perceberá é que o seu sacrifício é vão, já que ela poderá até ser colada, mas o rosto e o coração da boneca nunca mais será o mesmo.
E a BONEQUINHA CAIU. Mas ACORDOU!

Pôr-do-sol



Queria está agora em um lugar bem bonito. Calmo. Simples. A única exigência que eu faço é que neste lugar, eu possa ver o pôr-do-sol. O mais lindo pôr-do-sol.
Pôr-do-sol que em outras vezes vi em tua companhia. Pôr-do-sol que me aquecia antes, os beijos que davas,o abraço que assegurava. Eu preciso ver o pôr-do-sol!
O pôr-do-sol que acalentava a esperança de te ver outra vez,quando estavas ausente. Pôr-do-sol que aos meus olhos, te imaginava do meu lado. Eu preciso ver o pôr-do-sol!
Preciso ver o pôr-do-sol depois do dia atarefado e estressante pra encontrar a paz e a calmaria que ele me traz.
Preciso levar para o pôr-do-sol os pensamentos que tive durante o dia. Preciso levar a ele, minhas memórias, meus sentimentos postos em ti. 
EU PRECISO VER O PÔR-DO-SOL!

Heyy!



Hey! Eu não sou tão perfeita!
Eu tenho os meus defeitos e os assumo sem medo.
Hey! Não me peça pra fazer o que eu não estou a fim. É que eu não funciono muito bem sob pressão. Eu estouro logo.
Hey! Eu ainda sou humana. Eu sempre erro.
Não espere que eu acerte sempre porque eu não vou acertar.
Não espere eu ser perfeita porque eu não sou.
Não me diga como agir, porque as coisas que "me mandam" fazer eu nunca faço.
Não me idealize. Não me fantasie.
Eu sou humana. Eu sou real. Eu existo, bem assim, CHEIA de defeitos.



Todos me cortejam mas nenhum chama a minha atenção.
Todos tentam encantar-me com palavras,mas eu não me sinto atraída por tais.
Eu até tento,mas não consigo.
Eu quero alguém que faça meus olhos brilharem outra vez. Quero alguém que faça minhas pernas faltarem e o chão ceder debaixo dos meus pés, ao mesmo tempo que o mundo inteiro esteja fixado nas plantas dos meus pés.
Eu quero alguém que faça meu coração quase saltar pela boca, ter crises de ansiedade.Quero alguém que me abrace toda vez de um jeito como se fosse a ultima vez, que me beije como se a minha boca fosse  a única que quisesses ter por toda uma vida,que me amasse tanto quanto eu te amo.
Eu não quero mais "uma pessoa".Eu quero "a pessoa" que não cabe mais a mim  ter. Talvez, nunca coube.


Todos veem o  sorriso estampado no meu rosto, mas só Deus sabe como está o meu coração. Ando mascarada enquanto posso, mas é inevitável impedir que ela caia quando me encontro olhando para o infinito e não sei pra onde ir, perdida.
Eu preciso me reencontrar. Restabelecer a minha essência. Saber quem eu sou, o que quero. Sei que nada sei neste momento. Ou quase não sei. A única coisa que sei é que eu não gosto de ser assim. Eu não gosto de não ter um pouco do já escasso amor que outrora tinha por mim.
Eu ando procurando algo, além de encontrar você outra vez. É que você me  levou quando "foi embora" e eu ainda sonho com você outra vez aqui.
Eu ando procurando o meu eu,  que perdi quando confiei em ti todo o meu amor.

NINGUÉM É UMA ILHA



NINGUÉM é uma ilha!
É que eu não sou tudo aquilo que penso que sou.
Penso ser muito racional. MENTIRA! Esta é a mascara que visto em minhas emoções impulsivas.
Eu penso ter forças. MENTIRA! A força que eu tenho hoje não vem de mim, nunca veio.
Mas eu não desisto. Eu não posso desistir! E todas pessoas que apostaram em mim?! Não apenas elas,mas desde que me entendo por " ser pensante ", travo uma luta, dia após dia contra a minha vontade de desistir, não ouvir aquela voz me dizendo que não sou capaz... eu não posso desistir, amigo, porque eu tenho que provar a mim mesma de que sou CAPAZ!

Estou agora em um lugar lindo. Daqui eu posso ver toda a cidade. Está frio e ventando agora e o vento está bagunçando os meus cabelos. Não tem ninguém aqui pra me abraçar enquanto eu contemplo as luzes da cidade. Está muito frio e tudo que eu queria era ter o seu abraço me aquecendo outra vez.
Eu me sinto uma idiota agora. Como eu posso amar alguém tanto assim?! A ponto de esquecer que existem outros mundos, outras pessoas...mas para qualquer rosto que eu olho, eu penso te ver.
Estou em um lugar lindo agora. Contemplando as luzes da cidade e rindo da forma de como ela fica pequena, com o tamanho da minha saudade. Está ventando muito e está frio.Enquanto o vento bagunça o meu cabelo, olho milhares de vezes para o celular, pensando se devo ou não te ligar, mas na verdade, tudo que eu queria era o teu abraço. Apenas o teu QUENTE ABRAÇO.

O meu melhor namorado


Você foi a melhor coisa que aconteceu a mim ano passado. Um lindo capitulo lindo e memorável. Eu me encontro parada, olhando pras páginas da agenda que outrora testemunhava tudo que vivemos. A mesma é cheia de dores, mas há nela também muitas alegrias.
Você foi o meu melhor namorado.Sem comparações a serem evitadas. As pessoas que nos cercam não acreditam como podemos está separados, se aparentávamos ser um casal tão feliz. Aparentávamos ? Eramos um casal tão bonito. Eramos ? Não sei se eramos todas essas superficialidades, mas eramos sim, felizes até certo momento.
Cada briga, cada brincadeira, cada conversa, desabafo, cada carinho...tudo foi único.Dizem que toda pessoa  é única. Você foi tanto único como diferente.
Foi o único que me conquistou com infantilidade, diferente dos outros que causaram em mim repulsa.Você foi o menino que me surpreendeu, diferente dos "homens" previsíveis que passaram pela minha vida me decepcionando.O único que com um sorriso e   um abraço me acalmou em um momento de raiva, diferente dos outro que só sabiam me criticar,me julgar.Você foi o único paciente em minha dor, em minha perda, diferente dos outros que simplesmente desapareceram.
Você foi único. Você foi não, você é o único que passou na minha vida, plantou, cultivou, fincou raízes fortes, diferentes à outros que deixaram que a primeira "chuva de verão" levar a semente. Você é ÚNICO diferente dos outros, que são apenas os OUTROS.
Foi a melhor parte de mim, dono dos meus melhores pensamentos e maiores sonhos.A melodia mais doce já ouvida. O melhor poema já declamado. Você foi o meu melhor namorado. A página mais linda de toda a minha vida e hoje eu me atrapalho nas colocações verbais. É que eu tanto queria que fosse, o que já não é.

Conto : "Seu pra sempre!"


Eu abri meus olhos e me surpreendi com o olhar que encontrei ao abri o meu. Lá estava ele, com o olhar que em outras vezes me fascinou, mas dessa vez era um olhar angustiado, como se algo de muito grave houvesse ocorrido.
Aliviado, dizia está feliz por eu está acordando.Segurou em minhas mãos, como em outras vezes.
Eu não reconhecia o lugar em que acordara, e o grau de intimidade não era o mesmo. Estava coberta por uma seda branca, macia, com os cabelos soltos e espalhados para o lado contrário do seu rosto, eu estava bem confusa!
Ele me olhava e por mais que tentasse, não conseguia tirar os olhos de mim. Seguro em minhas mãos outra vez, com toda a sua força que chegava a machucar. Tirou o meu  anel que tinha uma pedrinha e uma estrela, rapidamente e pôs no meu dedo um outro anel.Olhou outra vez em meus olhos e me disse com uma voz convincente e cheia de esperança : "Serei seu pra sempre" e me beijou. Meu coração explodiu como aconteceu no primeiro beijo que ele me roubou.
Até que escuto uma voz ao longe chamar por meu nome : "Lanna, não é mais hora de estar dormindo!"
É, foi tudo não passou de um sonho. Doce sonho.

I wish you were here


Fui atrás das minhas verdades e ganhei um rio de lágrimas.Um rio mesmo,que certa vez dissera que era a nascente do amor, do nosso amor.
Não entendo como um amor tão intenso, que aparentavas ter, se esvaiu em milésimos de segundos me
deixando feito uma idiota.
E agora?! Para onde ir!? Confesso que ando meio perdida, sem ter escolha para qual direção tomar. Busco o caminho que me levará ao sol, mas os meus dias sem você tornam-se cada vez mais nublados.
Decide de vez te apagar da minha vida. Meus olhos ardem muito e eu tento enxergar o óbvio. Devolva-me as lembranças que entreguei a ti, elas já não fazem a menor diferença pra você.Assim como eu não significo mais nada.
Fecho os olhos pra ver se acordo desse pesadelo, mas eles se abrem úmidos.
O coração vai demorar a ser reconstituído, uma vez que ele não esta em pedacinhos, mas triturado.Doí muito pois, a cada pulsar ele grita desesperadamente que te ama e que vai levar um bom tempo pra te esquecer.
Eu me sinto uma idiota porque depois de tudo ainda tenho esperanças de que em um futuro, talvez você volte pra mim. Eu tento sufocar essa esperança, mas se me encontro só, todos os meus pensamentos me levam à você.
Embora digas que não, eu sou totalmente culpada.Culpada por não ter feito mais por nós. Culpada por tirar a armadura que vesti contra o amor. Culpada por deixar você quebrar as barreiras do meu coração e de uma hora pra outra dizer que não me ama mais. Eu fui a culpada por me permitir te amar!
Eu sigo o meu caminho. Agora sozinha. Querendo que ter você aqui. Se não estiver, serei forte o bastante para me recriar, me reinventar, renascer do teu curto amor.

Conto


E ele me viu! Eu passei por ele, na verdade.Estava de volta para a casa e havia avistado o seu carro.Duvidei que fosse ele, não podia ser, fiz de tudo para evitá-lo.Mas no fundo, eu tinha a plena certeza de que era ele.Continuei caminhando e olhando fixamente para a silhueta,que temia e queria que fosse a dele...e sem dúvidas era!
Quando ele me olhou ao longe e percebeu que quem caminhava fixamente em sua direção seria eu, ficou paralisado e eu continuei a caminhar quase faltando as pernas.
Enquanto eu baixava a minha cabeça para evitar que o meu olhar encontrasse o seu rosto, senti uma imensa vontade de chorar.Enquanto eu reprimia o meu choro, senti - não sei se foi apenas mais uma de minhas ilusões mas, o seu olhar me acompanhava até eu desaparecer completamente do seu campo de visão.Eu fui embora com vontade de ficar.

Eu que pensei que seria diferente.Mas ando constantemente em meus devaneios.Devaneios sobre você.
Eu caminho devagar pelas ruas e nem me importo com o que poderá acontecer comigo.Apenas caminho, enquanto o vento bagunça os meus cabelos,que tocam os meus olhos inchados e que ardem , de tanto chorar.
Eu tento te apagar das minhas redes sociais, eu te removo das mesmas,mas não te apago das minhas memórias, não te removo dos meus pensamentos nem te deleto do meu coração.Eu juro que tento te apagar de mim. Eu não consigo.
E a noite é em você que os meus pensamentos estão. O rio que corre dos meus olhos desejam encontrar as suas mãos.Eu não consigo pensar em mais nada a não ser em você.
De mágoas por mágoas, prefiro está magoada com você  ao meu lado, do que sofrer pela tua ausência.

Amor condicional perdido!?


Eu pensei que amar fosse bem diferente. Acreditava que se uma pessoa te ama ela te ganha e leva de "brinde" os teus problemas,traumas,complicações,medos...não as aceita. Mas ao menos suporta viver com eles.
Aonde está o amor que TUDO SOFRE,TUDO CRER,TUDO ESPERA!? A ausência não é boa e machuca muito.Mas se você não acredita em "nós", como poderá esperar!?
Hoje eu me pergunto se ainda acredito no amor.Mas eu sobrevivo! Arranhada, maltratada, magoada e sorrindo! "Escondendo atrás do sorriso lágrimas que ninguém mais ver".Talvez esse seja o meu mecanismo de defesa contra tudo o que me causou.
O nó, tantas vezes afrouxado, desatou-se.Eu sigo em frente, chorando e sorrindo. Uma hora eu aprendo a te esquecer. Eu suportei a dor da perda de alguém que me amou INCONDICIONALMENTE, porque não suportaria um AMOR CONDICIONAL PERDIDO!?

Permita-me


Mande me flores, chocolates...me escreva cartas ridículas de amor e declare-se no ápice do seu "capenguismo"  e mostra-me que ainda és um bobo apaixonado.
Me convide como em outras vezes pra sair, não me deixe sozinha quando eu quiser ficar sozinha, abraça-me com todas as forças quando eu fujir do seu abraço.
É que eu só preciso saber se ainda desperto ao menos um pouco do seu exagerado romantismo e que não tiro suas forças.
Deixe-me olhar em seus olhos e ver se eles ainda brilham.Deixe-me desvendar o que estás pensando.Deixa eu desvendar o enigma que se tornou os teus sentimentos por mim , esse tem sido o meu ultimo e maior desafio.
Talvez, eu tenha todas as respostas das perguntas que lhe fiz.Sempre sou eu a maior culpada.Então, permita-me fazer-te  a minha ultima pergunta :deixa-me consertar os erros que cometi?!

Sempre espero


Eu ainda espero  uma ligação sua para me acordar.Espero uma mensagem no meio do dia sem motivo algum.Aguardo ansiosa pelo dia em que você me surpreenderá com flores nos dias especiais,chocolates quando você tiver feito algo que eu não gostei.Espero um abraço cara de pau quando eu estiver zangada com  você.
Eu sinceramente ainda espero a sua ligação de boa noite, as conversas sem noção,dos nossos planos para o futuro tão incerto, as brincadeiras e , acredite, das brigas bobas.
De todas as coisas, o que eu espero verdadeiramente é que suas palavras se transformem em atitudes.
Está tudo pelo avesso hoje.E quando eu digo pra você não me procurar, é porque eu quero que não me deixe em paz um minuto sequer. Quando eu saiu  e digo para você não me impedir, é porque eu quero que você não me deixe ir embora.O "talvez" pra mim é não, o "vai, é você quem sabe" é o " se você fizer isso, eu ficarei magoada". Quando eu digo que te odeio que te odeio, é porque te amo.Mas quando digo que te amo, me encontro no ápice da minha sinceridade.É tudo muito contraditório em mim.É contraditório em você. É contraditório em nós.
Eu ainda espero uma atitude sua, um mover seu. Eu ainda espero ser reconquistadas todos os dias por você.Eu ainda espero uma ligação para me acordar, um sms sem motivo algum durante o dia,uma ligação ao fim da noite para ter a certeza que , se o amanhã vir, eu te esperei e você veio ao meu encontro.

"Parece que todo o tempo que passamos juntos não valeram de nada pois hoje, cada segundo é insignificante se a tua presença.Queria ter dado mais um sorriso,estar do teu lado em outro momentos e dizer que erros e acertos não alteram o herói oculto que você é pra mim.
Hoje você não pode ouvir, assim como  eu não te ouvia quando você estava aqui.Mas eu te levo no meu peito e na minha memória pelo restos dos meus dias."
FELIZ DIA DOS PAIS.
Se você ainda tem o seu , não espere perdê-lo para valorizar.

As 10 coisas que eu odeio em você (parafraseando ) :


Eu odeio o modo de como mexe em meus cabelos e quando tenta arrumá-los ao seu gosto.
Odeio o seu riso esdruxulo e como fala gritando.
Odeio quando eu estou conversando e você chega como se não houvesse ninguém ali comigo.
Odeio a sua bermuda dos SIMPSONS( como eu odeio!=@)).
Odeio como  você fingi que nada aconteceu, depois de uma briga.
Eu odeio quando você não faz os meus caprichos.Se revolta comigo.
Odeio quando  você me abraça e faz com que eu esqueça que estávamos brigando.
Odeio a sua falta de comunicação.
Odeio o seu jeito automático de me fazer perguntas e o jeito infantil que, por muitas vezes, me estressa.
Odeio a sua ausência, a sua indiferença comigo.Odeio tudo isso em você e chego a te amar.Amar pelas coisas que para mim, são defeitos, mas fazem parte da pessoa que você é pra mim...e me faz te querer.Mesmo com tantos defeitos. 

A SALA

"Teremos coisas bonitas pra contar...♪ "


Terceiro (primeiro,segundo!) Geral B.Para muitos, apenas uma sala.Mas para mim, era A SALA!Terror para os professores,diretores,funcionários e afins.Por causa daquela SALA, surgiu o mal conhecido como " o mal da sala B".Sempre irreverentes , criativos e , de certa forma, "rebeldes".
Cada aula uma novidade,um bordão, uma brincadeira,uma briga,um romance...e assim fomos construindo a nossa história de IRMANDADE ano após ano.
Contruí pontes naquela SALA enquanto algumas pessoas construíram muros muro ao seu redor.Mas vivíamos felizes com nossas diferenças.  
Algumas pessoas marcaram bastante a minha 'estádia ' na SALA. E no meu coração eles sempre estarão, assim como em minhas melhores e mais loucas lembranças... e através deste post resolvi fazer uma homenagem. Procurando nas caixas das lembranças concretas, encontrei " A CARTA  DO ATÉ LOGO".Vi que sempre fomos os ingredientes de uma mistura.E porque não, ingredientes do BOLO DA AMIZADE.Nele encontrei ingredientes raros, de valor inestimável.
Esmiuçarei sobre cada 'ingrediente':


Maysa Carvalho...a menina com problemas de mulher.Feita em doses exatas  e contraditórias,que juntas fazem a mescla perfeita.Nos momentos mais difíceis, ela esteve comigo.Ela participou de um grande espetáculo do minha vida, assistiu tudo de camarote. Somos bem diferentes,mas isso não impede que haja amor-zade.A FÍSICA explica Maysa, sim, ela explica!


"Quando o homem se faz fraco, ali está a sua força".Frase que se encaixa perfeitamente a Sergio Luiz.Se pudesse defini-lo em apenas uma palavra, diria que ele é coragem. Quem diria eu, mero mortal, presenciar umas das cenas mais bonitas em toda minha vida: Ele foi ousado o bastante de chorar em meio a 28 pessoas por amor.E naquele instante me perguntei se valia mesmo a pena chorar por amor. Apesar de tudo, nunca me deixou na mão, ou ao menos um dia sem sorrir.Mesmo quando eu estava triste.Porque , amigos serão irmão nas dificuldades e quando partirem, saberemos o seu valor em nossas vidas.Sergio é mais que um amigo para mim... é um irmão!


Amizade que eu não sei a hora,  tão pouco o dia que começou.Sentimentos assim, não tem dia nem hora marcada para acontecerem.Há a semente,ela germina e cria raízes ano após ano.Ramon Magalhães, ele sim, sabe ser amigo.Ah! Nossa amizade já passou por tantas coisas,crises,magoas...mesmo eu estando machucada ( ele também ) nunca deixei de amá-lo  e em hipótese nenhuma quis perdê-lo.Fui atrás do meu melhor amigo apaixonante e reconquistei ( eu pelo menos acho) a minha amizade linda e gratificante.Se eu errei com ele, foi tentando acerta.Te amo gato ;). Desculpa hein!? haha

Se é de companheirismo que eu falo, logo lembro de Móises Carneiro. Ele me mostrou  que mesmo em cidades diferentes e estando um longe do outro, mesmo em SALAS diferentes, o que nos separaria seriam apenas estradas ou paredes..."porque a resistência de qualquer corrente está em seu ELO mais FRACO."


Doce fel... a menina que aos poucos foi ganhando território pelo seu jeito de ser...CDF com uma dose balanceada de rebeldia.Fez cair por terra todos os seus rótulos .Mostrou para que veio e não foi pra ser expectadora no grande espetáculo da vida.Os holofotes, claro, seriam para ela: Jéssica Mayra.


Confiar nas pessoas no dia de hoje está cada vez mais difícil.Os valores mudaram : a falsidade prevalece.Apesar de eu ser uma pessoa "adaptável", não adotaria a "esse novo mundo de valores confusos".Não adotaria porque sei que pessoas como Hyago Pinheiro acreditam nas pessoas,assim como ele acreditou em mim, um dia.Sempre me deu forças para velejar está louca SALA, sempre segurando a minha mão e dizendo : " eu estou com você!''.Quando a verdade precisava ser dita, ele dizia.Nada modesto. Sabia me ofender em nossas discussões ( PITOMBA :@).Mas sempre foi amigo.Amigo de fé, irmão, camarada...


Já que toquei no assunto "ofensas" chegou a hora de pedi perdão a duas pessoas maravilhosamente chatas e essenciais na minha 'receita'. Confesso que os admiro muito por suas atitudes e determinação.Hiago, meu puff querido, Leanna, minha baixinha, desculpem-me por qualquer coisa.Valeu a pena cada discussão, até as que vocês não sabem ( risos).Valeu a pena cada estresse, amo vocês.


Sabe aqueles amigos que sempre estão contigo - nos momentos de besteira e muita loucura principalmente?! Pois é, Nazaré, a Tedesco (piada interna KKK).Uma menina adorável que, no início, todos pensavam ser certinha.Tá, certo só se for o senso de loucura dela que é indiscutível.Sempre me deu forças, me defendeu, sempre esteve pronta a me ajudar, a discutir e a me dá mordidas onde não devia (risos).

"Agora bem aí, é porque 'num dá mermo'!" Han!? Quem é ela ?! Ora quem, minha companheira das noites 'peritoroenses', de viagem, de 'mesa'. De tudo: Lauanna Mattos.Desde pequenas estudávamos juntas.. e já aprontamos muito também ( KKKKK, ABAFA!).Várias aventuras, vários 'cortes'...eu sei que ela senti falta de mim todos os dias.Mas nem só de alegrias é feita a nossa amizade.No tempo da dor, da minha dor, ela esteve do meu lado e sei que sempre estará.Te amo cabocla cara-de-pau. "Terminou Lanna?! TEEEERMINÊÊÊIII!



Um dos ingrediente que me surpreendeu bastante foi o meu melhor amigo cítrico: Derck Limon, para os íntimos. Pode não parecer, mas ele sempre me deu conselhos verdadeiros. Tínhamos o nosso 'cantinho do desabafo'. Ele sempre me jogou a verdade na cara.Seus abraços, fortes e calorosos, só Deus sabe o quanto sinto falta dos mesmos.

E quantas vezes eu não ouvi durante anos : "Lanna, give me a chance" ou " te mostro o saliente!". Com certeza a pessoa mais autêntica e sem noção de toda essa mistura heterogênea.Yuri Yanick :o fundador do TMX ( The MinXus) e o líder do mesmo.Mas uma pessoa maravilinda.Pequeno pra quem vê, gigante pra quem ama.Grande homem.

Eu falei do ingrediente cítrico, agora falo do meu doce particular.Quantas e quantas vezes não compartilhei tristezas e alegrias, sonhos e frustrações com João Guilherme? Já pedir as contas! Por trás do bobo e brincalhão há um apaixonante sonhador.Lembro das nossas discussões e riu de todas elas.Se duvidar, até choro pela falta daquela grande amizade que nasceu, talvez, com sementes de gerações passadas, quem sabe ?Só quero que saibas que , da promessa que te fiz. eu só deixarei de cumprir quando o meu coração parar de pulsar. lembre-se disso nos
dias de "te odeio".


Piriguete!Trombadinha!Tinha dia que ELE me tirava do sério.Outro, ele nem falava comigo ( eu sei que tenho o dom de irritar as pessoas). Muito me bateu e difamou meu nome."Trombadinha", "bruta","Patthy"... eram clássicos adjetivos que Robert Campos me atribuía.NO fundo, bem lá no fundinho, eu o amo.Eu sei que ele também me ama HAHAHA

E para finalizar, este pequeno e humilde post ( humilde pode até ser, mas pequeno...) da minha receita de AMIZADE, devo falar do grande 'patriarca' da família.Posso dizer que o amor que ele teve por aquela SALA, foi e é INCONDICIONAL.Ele acreditou quando nenhum professor acreditava. Lutou pelos nosso direitos e exigiu que exercêssemos os nossos deveres. E foi por Alan Soares que A SALA mobilizou toda a escola saindo pelo corredores aclamando por seu nome, como um grande líder do povo, do nosso povo.


Então, foram-se todos os ingredientes! Sem eles, com certeza, a amizade não teria o mesmo sabor e eu não saberia valorizar a AMIZADE,o AMIGO...e todos os anos de SALA.Por vocês, queridos, eu escreveria 'best-seller's' para que vocês não esqueçam dos 'piqueniques atípicos', do coco que virou mascote, do gato nas aulas de matemática, das confraternizações de fim de ano...para que não esqueçam o quanto foram importantes um para o outro e o quanto fazem falta.
Feliz dia da AMIZADE (atrasado)
Eu simplesmente, amo vocês!(choreii i.i)


Se chorei ou sorri o importante é que emoções eu vivi!


Expectativas erradas sobre o dia certo.E eu não deixo de ser cheia de contradições de sentimentos e como a minha própria vida sempre foi, uma antítese.
Aprendi que não devo criar expectativas negativas antes de acontecer.Notei no rosto das pessoas que me amam e também em suas palavras,que apenas queriam que a minha alegria fosse a mesma dos anos anteriores.E assim foi!
Foi diferente!Alegrias e tristezas.Presenças e ausências.Foi um dia parecido com um dia qualquer.Foi um dia único.Um dia que não foi apenas meu,mas de todos que me amam.O dia que o Senhor já havia feito.
Ri,chorei,me emocionei,senti saudades,senti raiva, precisei de um abraço que não tive e ganhei abraços inesperados...o importante  foi que eu vive este dia.E como diria aquela velha canção: " Se chorei ou sorri,o importante é que emoções eu vivi ..."




Texto referente ao meu décimo oitavo aniversário.Eu tive que compartilhar (26/05/2011)

Eu sinto falta.


Eu sinto falta de quando tudo começou.Falta de quando os beijos eram apaixonados e cheios de "explosões de sentimentos" e não "obrigatoriedade" de um relacionamento.
Falta de um abraço sincero, sem intenções segundas.Do peito que antes dava segurança e hoje dá medo.
Falta de quando seus olhos apenas me viam... e a ninguém mais.
Eu sinto falta das brincadeiras que faziam com que nos descobrisse, não as que machuca.
Sinto falta da sinceridade do teu olhar e de como eles brilhavam,do teu companheirismo,não de um olhar "além-nada" e de suas perguntas automáticas. 
Sinto falta do seu coração bater desesperadamente ao me ver e não desesperadamente quando está longe de mim.
Sinto falta da pessoa pela qual me apaixonei,não pelo o que ela se tornou.
Eu sinto falta da sensibilidade e da pureza dos teus sentimentos e não do seu egoísmo que dia após dia me magoa.
Eu sinto falta mesmo é de você.

Uma semana...


Uma semana é o que  resta-me para tornar-me adulta,finalmente.
Bom, eu não esperei este tempo todo para ser 'adulta'.Fui enquanto devia ter sido criança.Queimei etapas sem querer.
Fico aqui imaginando , como será o dia que antes, era tão esperado por mim e festejado por todos.
Não tenho mais a mesma alegria de antes, já que, de um ano para cá,tudo mudou.
Minha vida não é mais a mesma.Meu modo de pensar e agir também mudaram.
Se a um ano atrás eu estava distante de tudo,hoje,estou mais distante ainda.
Naquele maio as manhãs eram de cantos de paz , as noites cintilavam iluminando a rua,o mar sereno e havia boas lembranças.
Hoje, as manhãs são nubladas,regadas por um som de tristeza.As noites são fria,longas e vazias...O mar,outrora tão sereno,hoje está bravio.E as lembranças que antes eram boas recordações tornaram-se nostalgia.
Passado, presente e futuro me atormentam.E eu não sei para onde ir...A uma semana...

Desabafo!



Eu queria ser mil em uma...ou então ter o 'super-poder' de me 'teletransportar' de um lugar ou outro em uma fração de segundos ( até mesmo, milésimos) ...assim, eu não deixaria ninguém sofrer com a minha ausência.
Eu queria poder tirar todas as dores das pessoas que eu amo e sofrer no lugar delas.
Que ironia!As pessoas que mas me ausento,são as que eu mais sofro quando o assunto é a minha presença em seu cotidiano e o meu carinho... e nada faço pra acabar com o sofrimento.
Enquanto outras pessoas tem o melhor de mim , as mesmas não estão comigo nos meus piores momentos.São as primeiras a se ausentar.
Meu coração dói.Dói muito!
Me encontro outra vez em um caminho bifurcado.E como em outras vezes, desorientada!

E no final de um dia cinza...


   
      O dia frio,cinza, sempre me traz a melancolia do adeus não dado,do "eu te amo" não dito, das atitudes não cometidas...O dias tornam-se longos e as noites mais ainda.
A saudade do que foi não nos deixar aceitar o que se tornou.
E quando o que mais se quer é esquecer, mais é lembrado.
A chuva ,que antes ameaçava cair, vem lavar toda a tristeza, que volta  entre as suas 'pausas' por não ver o sol brilhar.
Hoje o dia foi assim: frio, cinza,longo, vazio, regado de nostalgia e a dor de não ter feito o bastante
A noite será mais longa ainda porque é quando recosto minha cabeça no travesseiro que choro pelo longo dia que passou.Sozinha.Calada.

A vida por vezes nos tira o doce sabor de viver...O doce no final sempre fica 'amargo'.
Comigo não é diferente...Mas eu tenho fé que logo, logo voltará a ser temperada.

Nossas dúvidas são traidoras ...


Ser ou não ser?Isto ou aquilo? Ir ou não ir?Quantas não são as nossas dúvidas durante toda a vida?
No início, para ser bem pra ser bem mais especifica , na infância, nossos pais tomam as decisões por nós: o que devemos vestir, o que devemos comer, com quem devemos andar...tudo isso por não termos AINDA a capacidade de discernir o que é certo e errado.E nessa fase que somos educados e somos induzidos a julgar o "eu posso" ou "eu não posso".
Com o passar dos anos , vamos nos tornando "grandinhos" o suficiente para escolher aquelas "coisinhas bobas" que antes eram escolhidas por nossos pais.Passamos a discordar o que se deve comer,vestir e com quem andar.Chegamos então ADOLESCÊNCIA.
Aaaah!Fase de nos impor as regras e ensinamentos, afinal , seus pais não sabem o que é melhor pra você, não é mesmo?Não quero falar sobre a adolescência.Mas é nela que surgem as dúvidas e escolhas.
E toda a rebeldia da adolescência vai embora  quando nos deparamos com o primeiro conflito interno: Dois caminhos, um único a seguir.É nesta hora que   que queremos voltar  ao tempo que os nossos pais tomavam as decisões por nós.Não é bem melhor, mas satisfatório quando algo dá errado e encontramos alguém para pôr a "culpa"?!
Fase de dúvidas.E as dúvidas são sim, traidoras como já dizia Shakespeare  (Nunca aprendi escrever o nome dele, é sempre uma dúvida!).E é por duvidar que perdemos  grandes oportunidades na vida...chances de ser feliz.
E para onde ir quando surge a dúvida?"Devo seguir a razão ou a emoção"."Devo ir atrás dos meus sonhos ou esperar eles 'caíam do céu'? DÚVIDAS!Elas estão ai mesmo para nos confundir.O fato é que escolher resulta em  uma série de consequências...E não é fácil assumi-las.
O que fazer? Para onde ir?!Não sei.Mas uma coisa eu aprendi em meio as minhas dúvidas:Pedir direção ao Senhor anula todas elas.
[...]Meu querido 
[saiba que tem havido outros piores]
Mas não me pergunte mais que não respondo.
Naquele maio as manhãs eram lindíssimas
As tardes pingavam chuva fina
o mar entristecia.
A luz era cortada de repente 
como prefixo de morte
e mesmo assim na terra 
uma ave tonta riscava o céu
Naquele MAIO






Carlos Drummond de Andrade - Naquele Maio 

Eu ainda acredito


Acredito no amor verdadeiro.E em sua reciprocidade.Em suas lembranças.
Acredito que quando se ama não importa as suas origens e o que e se tem...o que importa é o olhar, o toque, o sorriso,o companheirismo.
Acredito que não importa quanto tempo passará,se o amor é de verdade ,pode-se passar décadas...mas ao reencontro, o riso será como o da primeira vez , a vez que se apaixonou e sem se importar com o motivo da separação.
Acredito que não há incompatibilidade que destrua a sua intensidade...as diferenças são trabalhadas dia após dia.
Acredito que há amor "até que a morte os separe" e acredito que  há pessoas que todos os dias vivem a mesma história para não deixar que caiam no esquecimento as lembranças de um grande amor.
Eu acredito no amor de VERDADE!

Medo de amar


Qual o sentimento define o homem:o amor ou a coragem?
Amar exigi coragem.Mas ainda existem muitos covardes  no mundo.Qual será o motivo desse medo?...medo de amar?
..."O verdadeiro amor lança fora todo medo"...Nem todo amor é verdadeiro tendo em vista que, vivemos em um mundo de 'falsidades',onde, o sexo é considerado natural e simples,o prazer estar em enganar,iludir...
Amar nos dias de hoje tornou-se sinônimo  de medo.Medo de se magoar por amar e não ser amado.Não decepcionar e ser decepcionado.Ser envolvido e não envolver.Esse é o risco de quem quer amar ou de quem ama, deve ou deverá assumir.Então, simplesmente, bloqueamos o nosso mundo, fechamos as portas para todas oportunidades por medo.
Derrubamos o muro que nos cerca e criamos ponte a partir do momento que percebemos que ninguém vive só e que a vida se resume em tentativas de acertar e ser feliz.Amor é coragem.


Créditos: Elder Sulivan, o indagador ... O que me levou a refletir porque amar nos traz tanto medo.

Para onde caminha a humanidade?!


O que leva o homem a tentar contra vida de inocentes?Desvio de caráter?Desvio de personalidade?Raiva?Rancor?Revolta?
Em uma quinta-feira de abril, o que parecia ser um dia qualquer para muitos, foi um dia regado pela tristeza e perplexidade.
Um homem de 23 anos , aparentemente normal, invadiu o prédio se sua antiga escola onde, feriu 22 pessoas e matou 12 crianças (até o momento em que este texto foi postado) inocentes e depois matou-se.
Tudo parece ter sido premeditado,até o seu próprio velório.O que mais revoltou a todos foi a morte de pessoas que nada tinham a ver com suas "possíveis frustrações".
Até quando o sangue frio do homem será o grande responsável por rios de sangue em chacinas e grandes desastres? A palavra da vida( a Bíblia) já nos revelou que "nos últimos dias o amor de muitos esfriariam"(Mt 24: 9-12).O egoísmo está levando a humanidade para o abismo que a mesma juntamente com a ganância cavou...e a queda será inevitável e os seus "traumas" e "hematomas" incuráveis.




               


                                                Luto pelos #brasileirinhos(F)

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger